Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Polícias pagam custas


Cerca de 800 euros
Polícias agredidos pagam custas judiciais.

Dois agentes da PSP vítimas de agressão em 2004 na Amadora foram notificados pelo tribunal para pagarem as custas do processo judicial que ditou a condenação dos agressores, depois de estes terem entregue um atestado de pobreza.



De acordo com a edição desta quarta-feira do jornal ‘Diário de Notícias’, os dois polícias decidiram avançar para tribunal com um pedido de indemnização. Agora, além de não receberem o que consideravam ter direito, foram notificados para pagar cerca de 400 euros cada.

Depois de os agressores terem sido acusados por crime contra a autoridade, os agentes pediram uma indemnização de três mil euros por danos físicos, patrimoniais e morais, tendo-se constituído assistentes no processo.

De acordo com esclarecimento avançado pela Direcção Nacional da PSP, os polícias têm direito a patrocínio judiciário, sendo que este patrocínio não abrange a situação de assistente, quando um polícia se coloca ao lado do Ministério Público, acusando também o agressor.