Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Maia: Encapuzados


"Foi uma sorte não ter sido mais grave. Levei com os estilhaços do vidro no peito." É ainda em choque que José Mauro Pinto, 28 anos, recorda os momentos em que ficou ferido, anteontem à noite, durante o assalto violento a um ourives, em Moreira da Maia. José passava no local por acaso e acabou por ser apanhado no tiroteio desencadeado pelos seis assaltantes, armados com caçadeiras. Ontem teve alta do Hospital Pedro Hispano.

Tudo aconteceu por volta das 20h00, quando o ourives Cardoso Santos regressava da feira de Custóias, em Matosinhos, no seu jipe que tinha uma loja móvel atrelada. Apesar de ter sempre muito cuidado e de se certificar que ninguém o segue, anteontem, o destino trocou-lhe as voltas. Quando estava a chegar a casa, viu-se cercado por um grupo de assaltantes que o obrigou a parar após vários disparos . Foi precisamente os estilhaços dos vidros do jipe do ourives que acabaram por atingir José no peito.

Os assaltantes acabaram por fugir numa carrinha Toyota e levaram três malas com ouro e relógios. A Polícia Judiciária do Porto está a investigar.