Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Corpo de Segurança da PJ

Eles são os homens sombra da Judiciária
A Polícia Judiciária (PJ) tem um corpo de Segurança com 138 homens a trabalhar na sombra para proteger todos os edifícios da PJ, dar apoio à Investigação Criminal e aos seus inspectores, sendo pontualmente destacados para garantir a segurança de grandes figuras da Justiça.


Não têm um crachá como os inspectores, mas andam armados com uma 9 mm e têm ordem para a usar em qualquer situação de perigo.


Numa avaliação para saber qual destas missões é a mais perigosa, Nuno Moreira, o presidente da Associação Sindical dos Seguranças da PJ (ASS-PJ), explica: 'A Polícia Judiciária não lida exactamente com carteiristas, mas com crime organizado. O transporte de droga para queimar – chegamos a levar toneladas – e dos detidos, seja para tribunal, seja em extradição do estrangeiro para cá, são as missões que envolvem um risco mais elevado.'