Pesquisar neste blogue

domingo, 22 de julho de 2012

Cyberbullying - Conselhos

Cyberbullying
É uma realidade incontornável o facto das crianças e os adolescentes utilizarem cada vez mais as tecnologias para comunicarem e se relacionarem entre si. Estas tecnologias são inúmeras, podendo ir desde o simples computador, notebooks, pc-pockets até aos telemóveis de última geração.
Neste contexto, estes meios são utilizados para conduzir o chamado "CyberBullying". O "Cyberbullying" é um fenómeno cada vez mais presente na vida das crianças. Ele verifica-se quando uma criança ou um adolescente, que se esconde atrás do anonimato da Internet, provoca, intimida, ameaça, atormenta, importuna ou amedronta outra criança ou adolescente. Comummente, os "cyberbullies" servem-se do correio electrónico, dos Chats e dos telemóveis (via SMS) para atormentar os seus alvos.
As crianças e os adolescentes não devem:
  • Fornecer dados pessoais;
  • Partilhar informações, fotografias, filmes que as possam embaraçar;
  • Responder a mensagens ou emails que são depreciativos;
  • Reencaminhar emails ou mensagens instantâneas que são desagradáveis em relação a outras pessoas;
  • Abrir emails suspeitos ou de desconhecidos;
As crianças e os adolescentes devem:
  • Ser educados e civilizados quando estão on-line, ou quando estão a utilizar qualquer dispositivo de comunicação;
  • Não divulgar as suas palavras-passe que permitem o acesso aos seus recursos on-line (Blogues, Redes Sociais), ou de qualquer outro dispositivo de comunicação;
  • Configurar as contas de email e de Instant Messaging com os seus pais, não colocando nos seus perfis, o nome, idade, morada ou número de telemóvel;
  • Se possível bloquear, nos seus dispositivos de comunicação e nos aplicativos de email que utilizam, as pessoas que praticam o "cyberbullying";
  • Conversar com os pais ou com os educadores se estiverem a ser alvo de "cyberbullying"